1º Fórum de Participação da Agenda 21 Local de Lisboa

Telheiras esteve presente tendo sido representada por 2 elementos, um pela ART e outro pela Transição Telheiras. O fórum centrou-se na apresentação do trabalho que está a ser iniciado na Câmara Municipal de Lisboa, com o apoio da Universidade Nova de Lisboa.

Foram apresentados pela CML 12 factores críticos para a sustentabilidade e qualidade de vida nas freguesias do Lumiar, Carnide, Ameixoeira, Charneca e Benfica. Os participantes do fórum foram desafiados a acrescentar outros que achassem relevantes, correspondendo a seguinte lista à ordem de relevância atribuída a cada um;

ESPAÇO PÚBLICO;

ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE;

EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÕES PROFISSIONAIS PARA A VIDA ACTIVA E EMPREENDEDORISMO;

SEGURANÇA;

NOVOS COMPORTAMENTOS DE TODOS;

EQUIPAMENTOS DE PROXIMIDADE;

COESÃO E INTEGRAÇÃO SOCIAL;

ESPAÇOS VERDES E DE LAZER;

ACTIVIDADES ECONÓMICAS;

GOVERNANÇA E PARTICIPAÇÃO;

REVITALIZAÇÃO DAS COLECTIVIDADES;

POBREZA;

TECIDO EDIFICADO;

DEFESA DO PATRIMÓNIO CULTURAL, TRADICIONAL E IMATERIAL;

COMÉRCIO DE PROXIMIDADE;

ARTICULAÇÃO E SINERGIA ENTRE ENTIDADES;

SENTIMENTO DE PERTENÇA E VIVÊNCIA CULTURAL;

RESÍDUOS SÓLIDOS;

ARTICULAÇÃO COM O EXTERIOR.

Numa fase seguinte, os participantes reuniram-se em grupos de 4 a 6 elementos e delinearam as propostas que gostariam de ver implementadas na sua freguesia, apresentando “em plenário” a que considerassem mais prioritária e de mais fácil implementação.

A ART vê com bons olhos esta iniciativa, mas lamenta estar a ser levada a cabo quase 20 anos após a sua aprovação na segunda Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, mais conhecida como Rio-92 ou Eco-92. A Agenda 21, localmente, serve para que as pessoas, cidadãos, passem a fazer parte activa nas decisões tomadas pelos governos locais, sendo parte importante nas decisões. O que nos leva a pensar nas principais barreiras que possam existir, a falta de participação e, fundamentalmente, a falta e omissão de informação por parte dos decisores.

Iremos acompanhar futuras acções de modo a que o nosso bairro seja integrado nos estudos e propostas que venham a ser implementadas, assim como estaremos disponíveis para servir de ponte entre os nossos associados e as entidades que estão a desenvolver a Agenda 21 para Lisboa. Para mais informações sobre este assunto, podem sempre visitar as seguintes páginas:

http://lisboaparticipa.cm-lisboa.pt/ (página da CML)

http://www.agenda21local.info/ (portal Agenda 21 local)

http://www.un.org/esa/dsd/agenda21/ (página da Nações Unidas (em inglês))

%d bloggers like this: