História de Telheiras – Hortifloricultura, sim!

Os boletins ARTInformação são a prova viva que a ART faz parte da história do Bairro. Hoje recordamos o ARTInformção N.º 11 de 1996 que na capa mostra uma foto de uma Telheiras para muitos irreconhecível e esquecida.

Não havia “praça central” e não havia metro. A Rua Prof. Francisco Gentil tinha 2 faixas de rodagem para cada lado e na foto não há nenhum carro estacionado! No editorial do boletim falava-se da II Conferência Europeia para as Cidades Sustentáveis que avaliaria a aplicação local da Agenda XXI, que apenas no mês passado teve o 1º Fórum! (como referido na página 4).

No mesmo boletim há referência ao Grupo de Intervenção Urbanística que estudou em profundidade os Planos de Pormenor de Telheiras (PPT) e organizou uma reunião com uma centena de residentes para discutir o futuro urbanístico do Bairro. Na altura a ART denunciou situações que foram sendo resolvidas: a construção do jardim de infância, a escola primária do Alto da Faia e a implantação de barreiras sonoras nas vias rápidas.Por outro lado, os atravessamentos sobre a 2ª circular para a zona sul e as passagens desniveladas para peões tornaram-se inviáveis. Já passaram 15 anos e continuamos a lamentar a já na altura referida degradação de parte da zona velha de Telheiras, entendida em 1996 e agora, como “essencial ao desenvolvimento da vida comunitária”.

Era com dinamismo que na altura a ART sugeria então, uma escola de jardinagem junto ao convento, e é incompreensível que hoje, nesta suposta altura de cooperação e participação, a Câmara Municipal de Lisboa fale de um Parque Hortícola em Telheiras, ignorando a oferta da ART para colaborar neste projecto, há tantos anos sugerido e solicitado. O Movimento dos Jardineiros de Telheiras está vivo, agora focado na transição para uma cultura mais permanente.

Fique atento a mais pedaços de história que por aqui vão passando!

E à nova comunidade de permacultores de Telheiras. Para quem quer saber mais sobre o tema, não perca o curso de Introdução à Permacultura nos dias 7 e 8 de Maio, na ART.

Anúncios
%d bloggers like this: