A Iniciativa de Transição em Telheiras tem dois meses

Será que a palavra mais dita durante 2010 foi ‘crise’? Tanto se fala e falou da crise económica que atravessamos, mas, não querendo ser muito pessimista, essa é apenas a ponta do iceberg do sistema em que estamos neste momento. A crise energética, ambiental, climática, social (disparidades, valores, comportamentos, a crise de confiança), todas elas fazem parte daquilo a que se está a chamar transição. Porque crise é só um outro nome para oportunidade de mudança! E é isso que o movimento de transição (um movimento internacional, iniciado no ReinoUnido em 2005) propõe: uma mudança de paradigma, uma mudança de modos de vida, modos de produção, consumo e vivências. A Iniciativa de Transição em Telheiras começou em Outubro de 2010 e, em mais de uma dúzia de encontros na ART e na BMOR viram-se filmes, reflectiu-se sobre os limites do crescimento económico e dos nossos recursos, reflectiu-se sobre os impactos ambientais do nosso sistema produtivo e de consumo (poluição, destruição de ecossistemas e biodiversidade, escassez de alimentos) e agiu-se a pensar: “Este é o futuro que eu quero e que será possível para mim e para os meus filhos.” (Re)começámos uma horta em Telheiras, fizemos uma espiral simbólica e mais vai acontecer durante o próximo ano: o II Encontro Nacional de Transição e Permacultura será em Telheiras, pela Primavera. Até lá, encontramo-nos na ART. Acompanhem o nosso blog: ecotelheiras.wordpress.com

Anúncios
%d bloggers like this: