O TEATROÀPARTE tem o prazer de apresentar A FANFARRA de Karl Valentin

O teatroàparte tem o prazer de apresentar A FANFARRA de Karl Valentin

A Fanfarra – uma bela espetada de músicos, uma cantora que até resplandece quando lhe dá o sol, uma corista com um vestido todo picadinho à frente e atrás, e tudo isto acompanhado por uma bizarra salada com piri-piri e requeijão, cola-tudo e carrascão.

A Fanfarra é uma peça criada a partir de textos de Karl Valentin. É uma farsa a roçar o absurdo, para nos confrontar com as nossas manias, preconceitos e limitações. É a paródia de uma espécie de mundo às avessas, que nos distrai do cinzentismo dos dias e os faz rir de nós mesmos e da nossa própria loucura.

Karl Valentin (1882 – 1948) foi um comediante bávaro, artista de cabaré, palhaço, autor, ator e produtor de cinema, tendo participado em muito filmes mudos da década de 20. Foi mesmo considerado o Charles Chaplin alemão, e Brecht reconheceu-o como seu mestre.

Encenação :: Sandra Faleiro
Assistência de encenação :: Maila Dimas
Cenografia e adereços :: Raquel Albino
Figurinos :: ELSA
Design Gráfico :: Luísa Ribeiro
Som :: Paulo Teixeira
Luz :: João Paiva
Elenco :: Ana Catarina Ribeiro::Ana Marques da Silva::Clara Agapito::Gonçalo Cabral::Henrique Morujo::José Manuel Buccellato::José Miguel Mendes Lopes:: Leonilde Timóteo::Luísa Ribeiro::Luiza Henriques::Margarida Cruz::Maria do Céu Bártolo::Mariana Sousa::Marta Helena Jorge::Pedro Conde::Lourenço Pedro Lopes::Renato Borges::Sofia Castelo Lopes
Auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro (Estrada de Telheiras, 146 – Telheiras, Lisboa – Metro Telheiras – Autocarros 747, 767, 778)

Apresentações – 2, 3 e 4 :: 10 :: 17 e 18 :: 24 e 25 de maio às 21h30 e 18 e 25 de maio também às 17h00

Reservas e Informações // 92 644 05 74 // teatroaparte@sapo.pt // http://teatroaparte.no.sapo.pt // http://www.facebook.com [teatroàparte]

– O mundo está em grande crise, a FANFARRA ri das pequenas crises

– O dia a dia é previsível, a FANFARRA brinca com o imprevisto

– A realidade impõe o futuro, a FANFARRA propõe o presente

– O quotidiano é cena de guião certo, a FANFARRA é gozo de intervalo incerto

– A vida é um drama, a FANFARRA é uma comédia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: